Voltar

Lancheira Escolar Saudável

Nutrição 4 de fevereiro de 2016

Como ajudar seu filho a manter uma alimentação equilibrada fora de casa? O lanche escolar é uma refeição intermediária, que serve para fornecer energia e manter a criança satisfeita até a próxima refeição, mas como montar as lancheiras de modo saudável e que seja bem-aceita pelos pequenos? O GreenMix separou algumas dicas para lhe ajudar nesses momentos!

Conheça os componentes que devem entrar na lancheira

O correto é que este lanche seja composto por um alimento fonte de carboidratos para fornecer energia. Assim, coloque uma porção de frutas ou legumes para fornecer vitaminas e minerais; uma bebida para hidratar a criança e uma porção de lácteos ou carnes, que contêm proteínas ─ nutriente necessário para o crescimento. Como, por exemplo: um sanduíche com pão integral, queijo, alface e tomate e um suco de frutas.

Abuse da criatividade na hora de servir as frutas

As frutas são excelentes fontes de vitaminas e minerais muito importantes para manter a criança saudável e forte! Para as crianças, a imagem é tudo, então, abuse da criatividade. Que tal uma fruta com formato de carro ou coração dentro de um potinho supercolorido? As crianças irão amar!

Inclua alimentos integrais

Substituir o pão branco do sanduíche pelo pão integral é um ótimo truque para manter seu filho saciado por mais tempo! Além de repor a energia dos pequenos, os alimentos integrais são fontes de fibras, que auxiliam na regulação do trânsito intestinal e contribuem para a sensação de saciedade!

Industrializados pode?

Nem todas as mães têm o tempo necessário para fazer um bolo integral ou preparar um suco natural para o lanche do filho, pensando nisso, algumas marcas desenvolveram alimentos mais naturais e funcionais destinados às crianças, portanto, não tenha medo em utilizar alimentos industrializados… Apenas saiba escolhê-los da maneira correta!

Evite biscoitos recheados

Os biscoitos recheados são ricos em açúcares e gorduras. A ingestão excessiva desses nutrientes pode levar seu filho a desenvolver obesidade e doenças crônicas, como resistência à insulina. Para evitar que isso ocorra, delimite os dias que seu filho pode consumir tais guloseimas, por exemplo, 1 vez a cada 15 dias ou 1 vez ao mês.

De olho na temperatura

Além de fornecer um lanche equilibrado e saudável para seu filho, é necessário estar atento à temperatura de armazenamento, pois um alimento em temperaturas inadequadas pode favorecer a proliferação de bactérias e gerar uma intoxicação alimentar na criança ─ o que é bem perigoso! Por isso, uma boa opção é o uso de lancheiras térmicas, pois elas garantem conservação por duas a quatro horas, conforme o fabricante. Além disso, evite colocar alimentos perecíveis, como patês, nas lancheiras em dias quentes.

Gostou?

Compartilhe esse post

PODE FALAR! A Gente Adora.